Posts Tagged ‘filme’

Deus, além de brasileiro e gostar de futebol, também é fanático por Blender

28/09/2010

Ontem foi uma daquelas noites mágicas que fazem a gente uma vez mais entender porque estamos nesta jornada. Acho que o dia que o Blender for o melhor programa do mercado eu paro de usá-lo. Eu não quero um programa 3D. Eu quero lidar com pessoas e suas imperfeições. Ambições, frustrações e sonhos. Um programa perfeito é um programa apático, uma maquina de Coca-Cola ®. Um programa vivo precisa de você, ele depende do fator humano para funcionar.

Eu tivesse pensando esses dias, na tentativa vã de entender porque eu gosto de bugs (te juro). Acho que um bug é uma forma do programa de te dizer que ele está ali, vivo, querendo saber mais de você. É uma forma de tentar te acordar da “Matrix” do mundo de consumo das galinhas que nascem nuggets e das vacas que nascem hamburgeres. Eu confesso que nunca fui a um matadouro. Mas já tive meus momentos de matar galinha (o que me rendeu valiosas lições de vida e histórias pra contar) e já olhei as entranhas de nosso querido programa de perto. De tão perto que assusta. E essa é a sua verdadeira
natureza. E é ela que revela o quão viva é sua estrutura, estrutura essa onde cada um de nós faz parte.

Para os se perguntando o que que leva alguém a acordar tão devagar e divagante, acho que isso são coisas que só a vida explica. Para quem acompanha de perto as novidades do mundo Blender sabe que ontem à noite foi a estréia de Sintel. Ano passado Eu tive a oportunidade de ver de perto o storyboard do filme e em Julho deste ano assisti a uma versão quase finalizada. Se por um lado isso estraga a surpresa da riqueza da história,
isso também enriquece a apreciação da obra completa. Pois bem, a premiere foi em Utrecht, e dificilmente alguém que não more na Holanda teria como visitar a cidade para assistir a 15 minutos de filme. Acontece que Deus, além de Brasileiro e gostar de futebol, também é fanático por Blender. Só é possível. Estou fazendo um projeto há mais de um ano, e calhou de a data do evento coincidir com a semana de Sintel. E há 45 minutos de distância de trem. Ainda acho que estou sonhando ;)

A estreia de Sintel foi (como vocês já devem ter imaginado) fantástica. O filme na telona realmente tocou à toda plateia. Depois dos 15 minutos de filme, todo mundo esperou calado, um silêncio quase embaraçoso, enquanto mais de 2.000 nomes rolavam na tela. Foi um dos momentos mais lindos, ali estava estampado todo mundo que pôde diretamente dar uma força para o filme. Mais emocionante que isso só o final do filme, que obviamente não vou revelar :) Depois do filme teve a festa. E essa então não sei nem se eu saberia como contar. Mais uma vez acho que mágica é uma das melhores
palavras para encaixar aqui. Esta perde apenas para minha outra palavra favorita, “humana”. Esqueça essa história de networking por um momento. Acho que já não gosto mais nem de usar “ecossistemas”. No final das contas as relações são tão pessoais que dificilmente são explicáveis por qualquer que seja a dita categorização.

Passada meia-noite, na eminência de virar abóbora, levei pra “casa” o copo da minha última cerveja. Eu já estava de saída, com receio de perder o último trem, quando o Ton fez questão de pegar duas cervejas pra gente. É o tipo de convite que não se recusa. A cerveja eu terminei de tomar no trem. O copo por sua vez, agora tem lugar cativo na minha coleção. Do lado dos DVDs autografados do Big Buck Bunny, Venom Labs e os outros (e meus valiosos crachás de BlenderPROs, CHEs, CONFs, …). Do lado de preciosas memórias e emoções. Lembranças estas que transbordam, numa singela manhã de terça-feira, num friozinho gostoso que nos lembra que estamos longe de casa.
Mas o bom filho a casa volta. E enquanto o corpo não embarca, dexe que essas
palavras o vento leve e a chuva lave.

Por Dalai Felinto – blenderbrasil-dev

Leia mais aqui.

Enviado por Fabs na Comunidade Estudio Livre.

Doc verdade – download de documentários

07/10/2009

Buscando legendas em português para o filme Rip! a remix manifesto acabei descobrindo o DOC VERDADE. Um excelente site para baixar documentários.  O site aceita sugestões dos usuários, indica leituras em mídias e rádios livres. Só senti falta da nuvem de tags pra tornar a busca dos filmes mais eficiente. Há tags como marcadores a cada post, contudo, com a nuvem de tags a visualização seria melhor. De qualquer forma, deixo a indicação.

E sigam o doc verdade no twitter: @docverdade

pra ouvir:

01/10/2009

Trilha sonora (Alexi Murdoch) do maravilhos filme (Away we go) que tem estréia nacional em dezembro. O trailler você confere aqui. Dica da @stepaola. O filme já está rolando no Fest Rio.

Download de filmes cult e antigos

15/06/2009

Amig@s sempre me perguntam um lugar (na web) para encontrar filmes raros. E há muito tempo eu sempre recomendo o CineCultura, mas esquecia de postar minha avaliação aqui.  Simplesmente o melhor site para buscar e baixar filmes maravilhosos, antigos, raros, cult e o que mais você quiser. Há tutoriais para juntar as partes, como baixar os filmes e ainda espaço para pedidos dos seus filmes. E o melhor: há como recuperar os filmes por nome de diretores ou por título em ordem alfabética. Mais do que recomendo, é lugar de passagem pra todo mundo que ama cinema.

Shortbus: simplesmente magnífico!

18/12/2008

Fronteira

03/12/2008

Fronteira, segundo longa-metragem de Rafael Conde, professor da Escola de Belas-Artes da UFMG, estréia em Belo Horizonte na próxima sexta, dia 5. O filme será exibido no cinema Usiminas Belas-Artes. Em São Paulo, Curitiba e Salvador, Fronteira está em cartaz desde o dia 28 de novembro.

O filme é baseado em livro homônimo do escritor Cornélio Penna (1896-1958) e incorpora, como outros trabalhos de Conde, projeto de pesquisa do Departamento de Fotografia, Teatro e Cinema.

Ficção, 85 min, 35mm, cor, 2007

Fronteira narra uma história de amor, fé e mistério emum velho sobrado onde vive a jovem Maria, cuja fama de santidade ultrapassa as montanhas do interior de Minas Gerais. A chegada de dois novos personagens terá efeitos perturbadores sobre Maria: um viajante, com quem “Maria Santa” viverá uma intensa paixão, e Tia Emiliana, velha senhora empenhada em preparar o grande milagre.

Insomnia Film Festival

03/11/2008

Vem aí o Insomnia Film Festival, um concurso relâmpago para film makers, promovido pela Apple. A competição consiste no seguinte: no dia 15 de novembro, a empresa vai divulgar no seu site uma lista de elementos que os filmes que serão produzidos devem conter, à partir daí, os inscritos terão 24 horas para realizar o trabalho e fazer o upload dele no site do concurso.

Depois disso, os vídeos vão passar por uma votação online, e a equipe vencedora vai ganhar um MacBook Pro, Final Cut Studio 2, Logic Studio e o Shake.

Os times, de até cinco pessoas, podem se inscrever na competição até o dia 13/11. Para saber mais sobre o Insomnia Film Festival, é só clicar aqui.

O Escafandro e a Borboleta – nos cinemas

24/06/2008

Away from her

19/06/2008