Crítica ao Jornalismo Cultural

24/01/2008

[…] A esse Jornalismo Cultural cabe o papel de levar à análise e à interpretação de forma a dar subsídios para o leitor para que possa refletir, através das artes e da produção cultural, as formas de organização da sociedade. À parte expor a filosofia estética de uma obra, por exemplo, cabe também a reflexão sobre as circunstâncias sociais e históricas em que foi concebida no sentido de apresentar a obra como um processo cultural, na tentativa de captar o movimento vivo das idéias, e não apenas como produto.

Neste aspecto, a avalanche de eventos e dos produtos da indústria cultural, em especial, cinematográfica, editorial e fonográfica, toma conta dos espaços da cobertura diária, o que muitas vezes condiciona a liberdade criativa e impossibilita o desdobramento para uma reflexão mais analítica, crítica e social sobre o conteúdo. A dificuldade de informar reside na multiplicidade dos produtos lançados pela indústria cultural, nos gêneros e subgêneros presentes na manifestação cultural, nos escassos espaços destinados à cultura, no quadro de profissionais nas redações (por vezes, também na falta de qualificação) e no predomínio de certos produtores. Na disputa por espaços, alguns produtores/divulgadores têm mais “notoriedade” para defender suas produções empacotando pautas às redações. Neste universo, avalia de forma crítica e seleciona o que deve ser pautado, além de ter que garimpar pautas e ângulos diferenciados, é uma tarefa árdua para um editor.

A quantidade de oferta da agenda da indústria cultural leva à utilização freqüente do formato de notas, notícias ou resenhas comentadas em que predomina o aspecto do serviço como uma espécie de “orientação” para o público, mais no sentido de informar o que está acontecendo, do que no da divulgação de idéias. A agenda cultural e o entretenimento preenchem outra parcela considerável, por vezes predominante, com listas de progamação de cinema, teatro, televisão, espetáculo, coluna social, cotidiano das celebridades e até horóscopo do dia. Assim, as editorias de cultura, via de regra, têm centralizado um grande mosaico de fragmentos, pautando com primazia a atualidade dos eventos e do entretenimento que acontecem nos grandes centros, negligenciando a cultura que se processa nas diferentes regiões e esferas sociais.

Sob a óptica do serviço orientado para o consumo, muitas vezes o produto cultural é levado à condição de mercadoria, quantificado e qualificado numa escala de valores. A intensa produção desse tipo de cultura leva, por conseqüência, a privilegiar deteminados produtores e a maginalizar outros, sem contar as vezes em que acontece dos enfoques serem os mesmos levando a uma homogeneização cultural.

Grosso modo, falta espaço para a valorização das diferentes identidades culturais, para estéticas diferenciadas, para os movimentos engajados com a cultura popular, para o debate de idéias, para a contraposição de tendências, enfim, para a cultura como conhecimento, incumbida da função sociológica e crítica com o ato de pensar voltado para a formação cultural e para os problemas da sociedade que estão relacionados à cultura do homem. A cultura do povo, que está nas ruas, no folclore, nos discursos e nas festas, seja em centros urbanos ou rurais, por sua vez, pouco aparece, de maneira geral, a não ser quando está associada a grandes eventos ou quando se transfoma em mercadoria de consumo, caso típico de festas como o carnaval em que é comum referendar estereótipos já existentes, esquecendo-se das diversidades existentes dentro de cada cultura.

Leia a matéria completa aqui.

Anúncios

Uma resposta to “Crítica ao Jornalismo Cultural”

  1. batista Says:

    Acabou o jornalismo hoje em dia, estão fazendo lavagem celebral, pois numa mesma emissora eles repetem 10 vezes a mesma coisa, pura enrolação.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: